silva cravo arquitectos

mercado de santa clara . lisboa

A proposta visa em primeiro lugar a recuperação/restauro e valorização do forte carácter arquitectónico e patrimonial do edifício do Mercado de Santa Clara, entendido como mais valia para a sua futura ocupação. O projecto promove uma ideia de um espaço unitário através da criação de um pavimento geral com clara coerência formal, cromática e matérica, que possa dotar o Mercado de uma unidade e continuidade com o exterior que o envolve. Ainda através do material do pavimento procura-se também redefinir zonas de permanência. No seu interior a sua superfície altera-se pontualmente para construir e definir os espaços a serem ocupados, e no exterior desenhando “tapetes” de pedra que articulam e enquadram igualmente as entradas Nascente e Poente. Partindo dos valores em presença, propõe-se a a ocupação do seu interior com elementos que sejam reversíveis, de grande simplicidade formal, constituídos por materiais de características efêmeras que, em nenhuma circunstância, comprometem a leitura do conjunto original. É entendido como essencial a preservação da sua gênese espacial, características formais e construtivas, bem como o seu caráter autônomo equanto equipamento da cidade e o seu sentido perene como primeiro receptáculo de uma ocupação que poderá vir a ser temporária e reversível.


Our first approach was to recover / restore and enhance the strong architectural and patrimonial character of the Santa Clara Market building, which is considered to be the most valuable asset for its future occupation. The design promotes an idea of a unitary space through the creation of a general pavement with clear formal, chromatic and material coherence that can give the market a unity and continuity with the exterior that surrounds it. Also through the material of the pavement we also seek to redefine zones of permanence. In its interior, its surface changes periodically to construct and define the spaces to be occupied, and to the exterior drawing stone "carpets" that articulate the entrances East and West. Starting from the values in presence, it is proposed the occupation of its interior with elements that are reversible, of great formal simplicity, constituted by materials of ephemeral characteristics that, under no circumstances, compromise the reading of the original set. It is understood as essential the preservation of its spatial genesis, formal and constructive characteristics, as well as its autonomous character as equipment of the city and its perennial sense as the first receptacle of an occupation that may be temporary and reversible.

mercado de santa clara . lisboa

mercado de santa clara . lisboa

mercado de santa clara . lisboa

mercado de santa clara . lisboa

mercado de santa clara . lisboa

mercado de santa clara . lisboa